O que as lentilhas podem fazer por si

O que as lentilhas podem fazer por si

As lentilhas são leguminosas de origem asiática. As suas vagens são curtas e contêm sementes em forma de disco. São consumidas desde as civilizações mais antigas, tendo sido uma das primeiras plantas a ser domesticada.

Porquê comer lentilhas?

As lentilhas são um alimento muito rico a nível nutricional. Têm uma quantidade elevada de proteína, ferro e fibras, além de apresentarem a vantagem de ter hidratos de carbono complexos.

As lentilhas são também boas fontes de vitaminas do complexo B, potássio, fósforo, magnésio, ferro e zinco. O seu conteúdo em fibra auxilia no controlo dos níveis de colesterol, uma vez que contribui para a diminuição da absorção de gorduras, alivia a prisão de ventre e o inchaço, uma vez que ajuda a regular o trânsito intestinal, e ajuda no controlo dos valores de glicose no sangue.

Sobretudo no âmbito de uma alimentação vegetariana podem ser um bom contributo na prevenção da anemia, uma vez que o seu conteúdo em ferro contribui para a normal formação de glóbulos vermelhos e hemoglobina. Também devido ao seu teor de ferro as lentilhas contribuem para a diminuição do cansaço e da fadiga e para o normal funcionamento do sistema imunitário, assim como pelo zinco que se encontra nestas leguminosas. O seu teor em riboflavina (vitamina B2) reforça ainda mais o papel potencialmente eficaz na prevenção do aparecimento de anemia, pois esta vitamina ajuda na manutenção dos glóbulos vermelhos e no funcionamento normal do metabolismo do ferro.

As lentilhas contêm dois aminoácidos essenciais: lisina e isoleucina. No entanto, apresentam quantidades quase inexistentes de outros aminoácidos essenciais, como a metionina e a cisteína, pelo que, por forma a garantir a ingestão de todos os aminoácidos essenciais, devem ser acompanhadas por um alimento do grupo dos cereais, como é o exemplo do arroz (esta complementaridade é fulcral no caso de não se consumirem produtos animais).

valores_lentilhas2

 

A equipa do Movimento 2020

Descubra mais curiosidades sobre esta leguminosa neste artigo:
Lentilhas: da ásia, com sabor.