5 formas de prevenir a anemia

adobestock_112781062_tbn

Quando se diagnostica anemia ferropénica (por carência de ferro) implica que já se verificou uma redução das reservas de ferro e é necessário fazer suplementação através de medicamentos. Os conselhos seguintes não substituem a suplementação com medicamentos que está recomendada na presença desta anemia, mas podem prevenir o seu aparecimento.

O ferro encontra-se presente nos alimentos em 2 formas diferentes, consoante os alimentos são de origem vegetal ou animal. O ferro presente nos alimentos de origem animal é mais bem absorvido (melhor biodisponibilidade), mas juntando uma fonte de vitamina C, poderemos melhorar a absorção do ferro proveniente dos vegetais.

A título de exemplo apresentamos algumas indicações para fornecer um aporte elevado deste nutriente na alimentação diária. Caso tenha dúvidas fale com o seu nutricionista que lhe irá adaptar um plano nutricional aos seus gostos, preferências alimentares e rotinas diárias.

  • Inclua uma ou duas porções de peixe ou carne na sua alimentação diária (não necessita de ser carne vermelha pois a carne de frango ou peru também contém ferro).
  • Se gostar, o fígado dos animais é muito rico neste mineral, e pode incluí-lo na sua alimentação, desde que não mais de 1 vez por semana.
  • As leguminosas são igualmente fonte de ferro. Principalmente numa dieta vegetariana podem ser uma boa fonte deste mineral.
  • Inclua alimentos ricos em vitamina C em cada uma das refeições; são exemplos os citrinos, kiwi, saladas, etc; não se esqueça que a vitamina C é muito sensível, sendo destruída em contacto com o ar, fontes luminosas ou temperatura elevada. Por isso recomendamos que os sumos de fruta devam ser consumidos de imediato e a fruta seja descascada apenas na hora de consumir.
  • Evite beber chá (incluindo refrigerantes como os “chás gelados”) e café às refeições principais ou onde haja fontes de ferro pois irá reduzir a sua absorção.

Ana Catarina Moreira, Licenciatura em Dietética e Nutrição da ESTeSL.