O que precisa saber sobre os Cremes Vegetais

AdobeStock_122821416_299

As diferenças que existem entre a manteiga e os cremes vegetais surgem na sua composição. A gordura presente nos cremes vegetais é essencialmente de origem vegetal (óleos de girassol, soja, linhaça, palma, coco, colza), enquanto que a gordura presente na manteiga é de origem animal.

Os cremes vegetais apresentam uma menor quantidade de gordura saturada e maior de gordura polinsaturada, como o ómega 6. Relativamente ao valor calórico, ambos fornecem quase o mesmo. Cerca de 80% da sua constituição é matéria gorda. Alguns cremes vegetais são enriquecidos em fitoesteróis e ómega 3, que ajudam na redução dos níveis de colesterol total. Saiba que, substituir as gorduras saturadas por gorduras insaturadas na alimentação contribui para a manutenção de níveis normais de colesterol no sangue.

É importante perceber que existem diferenças entre margarinas e cremes vegetais, apesar do seu processo de produção e lista de ingredientes serem semelhantes. Segundo a legislação pode-se designar um produto de margarina quando o seu teor de gordura for igual ou superior a 80%, enquanto que os cremes vegetais apresentam um teor de gordura igual ou inferior a 79%. No mercado pode encontrar cremes vegetais com diferentes teores de gordura total, que variam entre 35% a 60%.

Frequentemente os cremes vegetais são enriquecidos em vitaminas A, D, e E (naturalmente existentes na manteiga) que contribuem para a manutenção de diversas funções do nosso organismo.

Na compra de cremes vegetais, surge uma gama muito variada, os cremes vegetais enriquecidos em fitoesteróis, em oméga 3, e ainda com diferentes teores de gordura e de sal. Desta forma é importante ler sempre os rótulos, para que possa fazer uma compra informada.

Opte pelos cremes vegetais com teor de gordura reduzido e sem gorduras hidrogenadas ou trans, e, para prevenção/controlo de doenças cardiovasculares, opte por cremes vegetais enriquecidos em esteróis vegetais e ómega 3.

Algumas gorduras como os óleos vegetais, sofrem um processo industrial de hidrogenação, que permite transformar os óleos vegetais que no seu estado natural são líquidos em gorduras sólidas, conferindo um aspeto suave e cremoso, formando assim as gorduras hidrogenadas e/ou trans. Está comprovado que estas gorduras aumentam os níveis de colesterol LDL (colesterol “mau”), provocando a formação de placas de ateroma e aumentando o risco de acidentes vasculares cerebrais (AVC) e de doenças cardiovasculares. Pode verificar a presença de gorduras hidrogenadas (total ou parcialmente – ambas a excluir) na lista de ingredientes.

De acordo com a nova roda dos alimentos da dieta mediterrânea deve consumir entre 1 a 3 porções de gorduras (azeite, manteiga, natas; sendo o azeite a gordura a privilegiar) por dia. No caso dos cremes vegetais 1 porção equivale a 15g, ou seja, 1 colher de sobremesa.

Tenha em consideração a gordura que consome no seu dia-a-dia, contabilizando a gordura utilizada na confeção dos alimentos e a “gordura escondida” de alguns alimentos processados.

Equipa de Nutricionistas Jumbo.