Alongamentos: saiba quem, quando, onde, porquê e como os devemos fazer.

Alongamentos: saiba quem, quando, onde, porquê e como os devemos fazer.

Durante as próximas semanas vamos dar algumas dicas para praticar alongamentos nas mais variadas situações do dia a dia. No emprego, no carro enquanto está numa fila de trânsito, à espera do Metro, a ver televisão, na rua enquanto passeia, etc… Mas os alongamentos devem ser feitos com precaução e convém saber algumas noções básicas.

Devo fazer alongamentos?
Todos podem fazer, independentemente da idade ou flexibilidade. Os métodos são suaves e adaptáveis. Assim, se é saudável e não tem problemas/contraindicações físicas específicas, podem aprender a fazer alongamentos com toda a segurança e prazer.

Quando e onde?
Podem ser feitos sempre que lhe apetecer: em casa, no carro, à espera do autocarro, num parque ou na praia. Faça-os também em diversas ocasiões do dia: de manhã ao iniciar o dia, no emprego para se libertar das tensões nervosas, após estar sentado durante muito tempo, quando lhe apetecer!

Porque devo fazer alongamentos?
Bom, de forma geral, relaxam a mente e harmonizam o corpo, reduzindo a tensão muscular, proporcionando melhor coordenação e aumentando a extensão do movimento. Têm também vantagens na prevenção de lesões, facilitam a concretização de atividades mais vigorosas (como jogar ténis, correr, andar de bicicleta, etc.), mantém o nível de flexibilidade ao longo do tempo e fazem-nos conhecer melhor o nosso próprio corpo.

Como devo alongar?
De forma relaxada, mantendo a concentração nos músculos que estão a ser solicitados. Erradamente, muita gente faz os alongamentos até sentir verdadeira dor. Quando começar os alongamentos faça durante 10-15 segundos. Não force! Faça apenas até sentir uma suave tensão, depois relaxe mantendo a posição. Deverá poder dizer “Sinto o alongamento mas não sinto dor”. A respiração tem também um papel importante: deverá ser lenta, controlada e ritmada. Não sustenha a respiração enquanto está a alongar.

Filipe Costa, Técnico de Exercício Físico nº 26546.
Instituto Português do Desporto e Juventude.