Programa Alimentação Saudável

Feijoada com pleurotus

Receitas Jumbo

Feijoada com pleurotus

Não deixe de experimentar esta versão, mais leve e verdadeiramente saudável, da tradicional feijoada.

Gabriela Oliveira
Pág. 121 do livro "Cozinha Vegetariana para quem quer ser saudável"

Nutrição

Energia (kcal): 171

Lípidos (g): 6

Saturados (g): 0,8

Hidratos de Carbono (g): 17

Açúcares (g): 5

Fibra (g): 9

Proteínas (g): 8

Sal (g): 1,5

Preparação

Tempo Menos de 30 minutos

Quantidade 4 pessoas

Dificuldade Fácil

Ingredientes

Preparação

  1. 1

    Escorra o feijão (se usar de conserva, passe por água corrente). Lave e separe os cogumelos em pedaços grandes; corte a couve em juliana e a cenoura em rodelas finas; pique a cebola e o alho.

  2. 2

    Numa caçarola com um fio de azeite, refogue o alho e a cebola até esta ficar translúcida. Junte o tomate, a cenoura e a folha de louro e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos. Acrescente a couve e os cogumelos e salteie até estarem tenros. Adicione o feijão, o caldo do feijão (ou água) e tempere com o sal, o pimentão-doce e os cominhos. Deixe apurar por mais alguns minutos para os sabores se cruzarem.

  3. 3

    Sirva a feijoada polvilhada com salsa, funcho e coentros picados, e acompanhe com arroz integral ou cuscuz e uma salada generosa.

  4. 4

    Nota: Ao combinar o feijão com um cereal, obterá proteínas completas com todos os aminoácidos essenciais.

Dica do nutricionista

Ao acompanhar esta receita com um cereal estará a garantir uma boa qualidade das proteínas a ingerir nesta refeição sem produtos de origem animal. Habitualmente são os produtos de origem animal como a carne, peixe, ovos e laticínios que nos fornecem proteínas de elevado valor biológico (proteínas de elevada qualidade).
No seio de uma alimentação vegetariana estrita, a obtenção de proteínas completas ao longo do dia dever-se-á fazer com a complementaridade que os produtos vegetais apresentam (como os cereais e as leguminosas).

Feijoada com pleurotus
Programa Alimentação Saudável

Feijoada com pleurotus

Não deixe de experimentar esta versão, mais leve e verdadeiramente saudável, da tradicional feijoada.

Gabriela Oliveira
Pág. 121 do livro "Cozinha Vegetariana para quem quer ser saudável"

Nutrição

Energia (kcal): 171

Lípidos (g): 6

Saturados (g): 0,8

Hidratos de Carbono (g): 17

Açúcares (g): 5

Fibra (g): 9

Proteínas (g): 8

Sal (g): 1,5

Preparação

Tempo Menos de 30 minutos

Quantidade 4 pessoas

Dificuldade Fácil

Ingredientes

  • 3 chávenas

    feijão branco cozido

  • 250g

    cogumelos pleurotus

  • ½

    couve-coração

  • 1

    cenoura

  • 1

    cebola

  • 2

    dentes de alho

  • 1

    folha de louro

  • 1

    tomate maduro

  • 1 chávena

    caldo de cozer o feijão ou de água

  • pimentão-doce q.b

  • cominhos q. b.

  • 2 c. de sopa

    azeite

  • 1 c. de café

    sal marinho

  • salsa picada para servir

  • funcho picado para servir

  • coentros picados para servir

  • Para comprar os ingredientes, clique sobre os que deseja.

Preparação

  1. 1

    Escorra o feijão (se usar de conserva, passe por água corrente). Lave e separe os cogumelos em pedaços grandes; corte a couve em juliana e a cenoura em rodelas finas; pique a cebola e o alho.

  2. 2

    Numa caçarola com um fio de azeite, refogue o alho e a cebola até esta ficar translúcida. Junte o tomate, a cenoura e a folha de louro e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos. Acrescente a couve e os cogumelos e salteie até estarem tenros. Adicione o feijão, o caldo do feijão (ou água) e tempere com o sal, o pimentão-doce e os cominhos. Deixe apurar por mais alguns minutos para os sabores se cruzarem.

  3. 3

    Sirva a feijoada polvilhada com salsa, funcho e coentros picados, e acompanhe com arroz integral ou cuscuz e uma salada generosa.

  4. 4

    Nota: Ao combinar o feijão com um cereal, obterá proteínas completas com todos os aminoácidos essenciais.

Dica do nutricionista

Ao acompanhar esta receita com um cereal estará a garantir uma boa qualidade das proteínas a ingerir nesta refeição sem produtos de origem animal. Habitualmente são os produtos de origem animal como a carne, peixe, ovos e laticínios que nos fornecem proteínas de elevado valor biológico (proteínas de elevada qualidade).
No seio de uma alimentação vegetariana estrita, a obtenção de proteínas completas ao longo do dia dever-se-á fazer com a complementaridade que os produtos vegetais apresentam (como os cereais e as leguminosas).